• Everton Bottega

INTESTINO, NOSSO SEGUNDO CÉREBRO

Quando um nutricionista pergunta para o paciente, como está sua saúde intestinal, de certa forma, alguns podem achar esta pergunta um tanto quanto desagradável, pois a maioria das pessoas acredita que esse órgão serve apenas para excretar detritos não utilizados pelo nosso corpo.

Entretanto podemos ter a certeza que esse órgão é um dos mais importantes no processo metabólico do corpo. Dentro do nosso intestino possuímos aproximadamente 500 milhões de neurônios, fazendo ele ser considerado nosso segundo cérebro. Literalmente nosso intestino se comunica com nosso cérebro.

Estudos feitos em ratos comprovou a importância da colonização bacteriana em nossa flora intestinal. O teste foi feito em dois grupos de ratos, grupo 1 com sobrepeso e grupo 2 com baixo peso. Os pesquisadores retiraram as bactérias intestinais de ambos os grupos, transferindo as bactérias do grupo 1 para o grupo 2 e vice-versa. O resultado após um determinado período foi que os ratos que eram gordos começaram a emagrecer e o ratos que eram magros começaram a engordar. Com isso, percebam a importância desse estudo para os seres humanos. Hoje a população sofre com uma epidemia de sobrepeso e obesidade, conseguindo aplicar essa descoberta em humanos, seria um grande avanço no controle dessas epidemias. Mas isso não descarta a necessidade de mudança de hábitos das pessoas, incluindo exercícios físicos diários e uma alimentação equilibrada, para que o processo de emagrecimento e aumento da qualidade de vida seja completo.

Existe outras formas para melhorar a saúde intestinal e não é apenas comendo fibras e bebendo água que esse processo acontece, logico que esse fator contribui para melhorar a formação do bolo fecal, pois auxilia no trato intestinal. Precisamos ter um ambiente intestinal saudável para absorver os nutrientes que o corpo recebe com uma boa alimentação. Um exemplo simples e prático é a ingestão de iogurtes que contenham lactobacilos que melhoram o ambiente bacteriano do intestino, resultando em um aumento da capacidade física e na qualidade de vida.

Estudos feitos em ratos, divididos em dois grupos, um alimentado com iogurte que continha um determinado lactobacilo e outro ingerindo iogurte sem lactobacilos especifico. O resultado foi que os ratos do primeiro grupo nadaram 50% mais que os ratos do segundo grupo, além de ficarem mais relaxados ao finalizar cada exercício.

Existem diversos fatores que podem prejudicar a flora intestinal, como determinados remédios, sedentarismo, alguns alimentos industrializados, alimentos estragados, entre outros. Você precisa conhecer o seu corpo analisar se está com alguma alteração intestinal. Caso perceba que seu intestino não esteja trabalhando de forma adequada, procure um nutricionista para ajustar sua alimentação e melhorar seu segundo cérebro, aumentando seu metabolismo e qualidade de vida.

Contudo, podemos concluir que nosso cérebro comanda todos nossos movimentos do corpo e o intestino controla todo nosso sistema metabólico. Cabe a você adequarmos a melhor forma de mantermos o equilíbrio entre nossa mente e corpo, buscando nossos objetivos sem perdermos a saúde.

Grande abraço a todos e se mantenham sempre a milhão!!!

“Treine sério, alimente-se corretamente, mantenha a mente concentrada e aproveite os resultados”

Treinador Físico e Nutricionista Esportivo Éverton Bottega

(CREF: 009582-G/RS – CRN: 9713D)


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo